Especialidade de Alívio da Fome Respondida - Desbrava7 | Especialidades Respondidas | Desbravadores

Especialidade de Alívio da Fome Respondida

em 4/06/2020

Pessoa com fome

Especialidade de Alívio da Fome, se você não tem, vamos mudar isso!

Especialidade Respondida de Alívio da Fome



1. Assistir a uma reportagem referente ao tema da fome no mundo e discutir com a sua unidade do Clube de Desbravadores os passos que estão sendo tomados para reduzi-la.


2. Entrevistar uma pessoa que conduz distribuição de alimentos em sua área. Pode ser o líder da ASA de sua igreja, de outra igreja, ou de um centro/ restaurante comunitário. Pergunte-lhe sobre que tipo de pessoas são atendidas, o que levam a necessitarem de alimento e como essas necessidades estão sendo satisfeitas. Fazer anotações durante a entrevista e compartilhar os resultados com seu instrutor.

Item prático

3. Descrever as causas da fome em seu país. Você poderá fazer isso através de uma redação (com, pelo menos, 500 palavras), uma apresentação audiovisual (de, pelo menos, 10 minutos), uma encenação ou produzindo um vídeo de cerca de 1 minuto.

Item prático.

 A fome é a escassez de alimentos que, em geral, afeta uma ampla extensão de um território e um grave número de pessoas.

No Brasil, os 10% mais ricos detêm quase toda a renda nacional.

As causas naturais para justificar a fome são: clima; seca; inundações; terremotos; as pragas de insetos e as enfermidades das plantas.

E ainda podemos contar com as causas humanas como:

· A instabilidade política;

· Ineficácia e má administração dos recursos naturais;

· Os conflitos civis;

· O difícil acesso aos meios de produção pelos trabalhadores rurais, pelos sem-terra ou pela população em geral;

· O deficiente planejamento agrícola;

· A injusta e antidemocrática estrutura fundiária brasileira, marcada pela concentração da propriedade das terras nas mãos de poucos;

· O contraste na concentração da renda e da terra num mundo subdesenvolvido;

· A influência das transnacionais de alimentos na produção agrícola e nos hábitos alimentares das populações de Terceiro Mundo;

· A utilização da “diplomacia dos alimentos” como arma nas relações entre os países;

· A relação entre a dívida externa do Terceiro Mundo e a deterioração cada vez mais elevada do seu nível alimentar e a relação entre cultura e alimentação.

4. Fazer uma coleta de itens alimentícios para a ASA de sua igreja, de outra igreja, ou centro/ restaurante comunitário ou, se isso não for possível, escolher uma família que precisa de assistência e lhe entregar os itens coletados.

Obs.: A sugestão é que sejam arrecadados pelo menos 50 alimentos não perecíveis. Deve-se prestar muita atenção ao prazo de validade dos produtos coletados. Produtos com prazo de validade expirado ou com indício de deterioração, como lata estufada, caruncho nas farinhas e feijões, mofo no arroz, etc., não devem ser coletados. Também devem ser levados em consideração os costumes de cada país ou região. Produtos desconhecidos ou que não fazem parte da alimentação do dia a dia tendem a ser mal utilizados ou não utilizados.

Item Prático

5. Visitar um banco de alimentos, um centro de distribuição de alimentos ou um restaurante ou cozinha comunitária e dispor-se como voluntário para ajudar o pessoal que trabalha no estabelecimento. Conversar com eles para saber como os alimentos são obtidos e quais são alguns dos desafios para consegui-los, armazená-los e distribuí-los. Este requisito poderá ser feito apenas pela sua unidade ou com todo o Clube de Desbravadores.

Item Prático

Fontes de Pesquisa.
https://www.youtube.com/watch?v=btqNI941Fc4
https://www.coladaweb.com/sociologia/fome-no-brasil

-- ♥ --

Especialidade enviada pela desbravadora Alessandra Somolinos, obrigada! 

Se você também quiser colaborar com o D7 enviando alguma especialidade que ainda não tem no blog, é só enviar para o e-mail desbrava7blog@hotmail.com

Se inscreva no canal e fique por dentro de todo conteúdo!


Baixe a Especialidade.
Clique aqui e baixe a especialidade SEM RESPOSTAS.

Lembre de adicionar suas respostas ao relatório, fiz ele no word para que você pudesse editar do seu jeitinho. Qualquer dúvida, me procurem!

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡