Especialidade de Poríferos e Cnidários Respondida - Desbrava7 | Especialidades Respondidas | Desbravadores

Especialidade de Poríferos e Cnidários Respondida

em 4/15/2019

Especialidade-de-Poriferos-e-Cnidarios-Respondida
Especialidade de Poríferos e Cnidários, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos, a divulgação de vocês me ajuda muito!


Especialidade de Poríferos e Cnidários.



1. Por que as esponjas são consideradas animais?

R: Para um organismo ser considerado pertencente ao Reino Animal, ele tem que portar as seguintes características, ser pluricelular e heterotrófico por digestão. Como as esponjas são seres pluricelulares e obtém alimento por digestão são consideradas animais, apesar de não apresentarem mobilidade e apresentarem sistemas bem rudimentares.

2. Por que são consideradas filtradores?

R: Já que filtram a água que penetra em seu corpo, retirando dela alimento e gás oxigênio. Depois disso, a água com resíduos do metabolismo desses animais é eliminada para o ambiente por meio de uma abertura denominada ósculo.

3. Citar, pelo menos, 2 características das esponjas.

R: São animais invertebrados aquáticos e fixos em um substrato.

4. O que significa o nome Cnidário? Quais animais fazem parte deste grupo?

R: Cnidários é um filo de animais exclusivamente aquáticos, agrupando os organismos, entre os quais estão as medusas e as alforrecas (ou águas-vivas), as caravelas, as anémonas-do-mar, os corais-moles e as hidras de água doce. São organismos multicelulares, com estrutura simples, caracterizados pela presença de uma estrutura celular chamada cnida, na maioria marinhos e na maioria de vida livre, habitando costas, fundos e as águas abertas dos oceanos, bem como parasitas

5. O que são Ctenóforos? O que eles apresentam de diferente dos Cnidários?

R: Ctenophora , conhecidos pelos nomes comuns carambolas-do-mar ou águas-vivas-de-pente, é um filo de animais marinhos com distribuição natural cosmopolita presentes nas águas oceânicas e estuarinas. São organismos maioritariamente planctônicos, alguns bentônicos, bioluminescentes, que apresentam como característica distintiva a presença de pentes formados por grupos de cílios que utilizam para nadar.

6. Quais cuidados devemos tomar ao encontrarmos uma água-viva (medusa)?

R: A pessoa que for queimada pelas toxinas da água-viva, deve ser imediatamente retirada da água.

Além disso, é recomendado:
– Não encostar na área afetada, pois pode queimar a mão e espalhar o veneno para outras partes do corpo.
– Não usar água doce para levar o ferimento, já que ela ativa o veneno. Use a própria água do mar ou soro fisiológico gelado.
– Não coçar nem esfregar.
– Se algum pedaço do animal ficar grudado na pele da vítima, use luvas ou uma pinça para retirá-lo.

7. Em qual ambiente vivem as esponjas? E os cnidários?

R: Vivem no fundo do mar, algumas podem ocorrer em água doce, são fixas a um substrato, obtendo seu alimento fela filtração de partículas de alimentos presentes na água.

Existem duas formas de cnidários: os pólipos e as medusas. Os pólipos são animais que vivem fixos a rochas e que apresentam poucos movimentos – é o caso das anêmonas-do-mar e dos corais. Já as medusas nadam livremente e possuem uma forma parecida com um guarda-chuva, como as águas vivas.

8. O que podemos fazer se formos queimados por uma a água-viva?

- Cuidadosamente, retire algum tentáculo que tenha ficado na pele, usando a borda de um cartão de crédito limpo ou luva de procedimento.
- Lave o local com água do mar gelada ou com soro fisiológico gelado, pois o veneno desse animal degenera a baixas temperaturas.
- Aplique compressas de vinagre com farinha de trigo.
- Se a dor ou vermelhidão persistirem, procure auxílio médico.

9. Esquematizar uma água-viva indicando suas principais partes.


10. Qual a importância dos recifes de corais?

R: Os recifes de corais têm uma grande importância no ambiente marinho, que assim como os mangues, fornecem abrigo, alimento para a maioria dos peixes, crustáceos e invertebrados, e funcionam como um grande filtro da água do mar, já que os corais se alimentam também por filtração da água, retirando dela os nutrientes.




11. Qual o maior recife de coral do mundo?

R: Grande Barreira de Coral é o maior recife de corais do mundo, com uma extensão de cerca de 2300 km, situada junto à costa nordeste do estado australiano de Queensland. A Grande Barreira de Coral é composta por cerca de 2900 recifes, 600 ilhas continentais e 300 atóis de corais.

-- ♥ --

Se inscreva no canal e fique por dentro de todo conteúdo!


Baixe a Especialidade.
Clique aqui e baixe a especialidade SEM RESPOSTAS.
Clique aqui e baixe a especialidade COM RESPOSTAS.

Lembre de adicionar suas respostas ao relatório, fiz ele no word para que você pudesse editar do seu jeitinho. Qualquer dúvida, me procurem!

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡