Especialidade de Pipas Respondida

em 4/13/2019

Especialidade-de-Pipas-Respondida
Especialidade de Pipas, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos, a divulgação de vocês me ajuda bastante!

Especialidade de Pipas.



1. Responda o seguinte:

a) Quando foram inventadas as pipas?

R: Mesmo não se tendo uma exatidão em sua origem, acredita-se que elas tenham surgido por volta de 1200 a.C. quando o general Han Hisin teria criado uma pipa para medir a distância de um túnel no castelo Imperial na China. Já na mitologia Grega conta uma história que remete às pipas o desejo que o homem sempre teve de voar.

b) Qual a primeira vez que alguém empinou uma pipa?

R: 1200 a. C.

c) Citar pelo menos três maneiras através das quais as pipas ajudaram pesquisas científicas e contar como cada uma delas afetou o mundo em que vivemos.

R: Em 1809, George Cayley, realizou através de pipas, o primeiro pouso acontecido na História, experiência com fundamentos aeronáuticos que foi utilizado pela NASA para criar assim os paraquedas ascensionais (parawings), que permitem ainda hoje um perfeito controle do retorno à terra das cápsulas espaciais.

O inglês Alexandre Wilson, na Grã Bretanha, empinou um série de seis pipas presas em uma mesma linha (trem) em 1749, onde cada qual carregava um termômetro, conseguindo determinar as variações de temperatura, em função das diferentes altitudes em 1896, o italiano Guglielmo Marconi fez uso delas para realizar a primeira transmissão do telégrafo sem fio.

d) Contar a história de Benjamim Franklin e sua pipa.

R: Em 1752 uma experiência de Benjamim Franklin demonstrou definitivamente a importância das pipas na história da Ciência. Prendendo uma chave ao fio da pipa, ele a empinou num dia de tempestade. Acontece que a eletricidade das nuvens foi captada pela chave e pelo fio molhado, descobrindo assim o para-raios.

2. Mencionar algumas formas pelas quais as pipas podem ser utilizadas hoje em dia.

R: Pipas podem ser usadas para puxar pessoas e veículos na direção do vento. Mais de 100 entidades de pesquisa e desenvolvimento estão fazendo pesquisas para investigar o uso de pipas para aproveitar as correntes de vento em alta altitude para gerar eletricidade.

3. Explicar como as pipas ficam no ar.

R: As extremidades da pipa também são amarras com o estirante que é uma linha na vertical que a equilibrará sempre na inclinação ideal de 25º a 30º permitindo que o vento seja desviado para baixo empurrando-a para cima. Já que sua pipa não sairá do lugar, a não ser que você solte mais linha, o vento bom fará todo o trabalho contra a gravidade mantendo sua pipa no ar, entre a força da gravidade (que quer levar tudo para baixo) e o vento que quer carregar sua pipa para longe.

4. Defina os seguintes termos:

a) Pipa.
R: Brinquedo que consiste em uma armação de varetas de bambu, ou de madeira leve, coberta de papel fino, e que, por meio de uma linha, se empina, mantendo-se no ar.

b) Linha.
R: São usadas para confeccionar e empinar uma pipa.

c) Vento bom.
R: Vento bom para soltar pipa.

d) Estirante.
 R: Pedaço de linha colocado numa pipa de papel e faz ligação com a pipa e a linha guia.

e) Rabiola.
R: Rabo de papagaio de papel, rabilinha.

f) Armação.
R: Conjunto de peças que servem para sustentar e revestir a pipa.

g) Carretel.
R: Pequeno cilindro de madeira, plástico para enrolar fios.

5. Qual é uma causa comum das pipas apresentarem defeitos?

R: A pipa inclina para um lado -está desequilibrada-, deixar de verificar se os estirantes laterais superiores são iguais e não reajustar um dos estirantes superiores mais curto ou mais longo e aumentar o peso da pipa do lado que vai para cima.

6. O que deve ser feito quando uma pipa não pára de dar voltas enquanto está sendo empinada?

R: Se possível, aumente a curvatura da vareta oriental central. Se é maranhão ou peixinho, aumentar o ângulo (fechar). Sé é asa delta, verificar estirantes e alongar a rabiola.

7. Por que às vezes é necessário ter uma rabiola na pipa?

R: Para dar estabilidade.

8. Conhecer pelo menos três regras de segurança para empinar pipas. Saber em seu país se existe lei proibindo uso de cerol (cortante) e o porque?

R: Soltar pandorga apenas em campos abertos ou parques, se a pipa ou a rabiola enroscarem nos fios da rede elétrica, não tentar tirá-las, pois ao puxar o brinquedo, os fios podem se tocar, provocando curto-circuito e rompimento de cabos, não subir em telhados, lajes, postes ou torres para empinar ou recuperar pipas.

Mesmo não havendo uma lei nacional proibindo o uso do cerol, elas existem em alguns estados e cidades brasileiras que proíbem o seu uso.

9. Citar pelo menos 3 tipos de acidentes que podem ser provocados por causa do uso do cerol (cortante).

R: Corte no pescoço de motociclistas, corte na mão do empinador de pipa, corte nos braços de ciclistas.



10. Conhecer como enrolar a linha num pedaço de pau. Saber emendar a linha com o nó de pescador.

Item prático.

11. Fazer dois dos seguintes tipos de pipas e empiná-las.

Pipa trenó.
Pipa Asa Delta.
Pipa Diamante.
Pipa Arraia.
Pipa Tetraédrica.
Pipa Plana.
Pipa Caixote.

Especialidade enviada pela desbravadora Thayres, obrigada! 

Qualquer dúvida, coloquem nos comentários.

Se inscreva no canal e fique por dentro de todo conteúdo!


Baixe a Especialidade.
Clique aqui e baixe a especialidade SEM RESPOSTAS.
Clique aqui e baixe a especialidade COM RESPOSTAS.

Lembre de adicionar suas respostas ao relatório, fiz ele no word para que você pudesse editar do seu jeitinho. Qualquer dúvida, me procurem!

2 comentários: