Especialidade de Handebol Respondida

em 24 de abril de 2019

Especialidade-de-Handebol-Respondida
Especialidade de Handebol, se você não tem, vem conferir e não esquece de compartilhar com seus amigos, a divulgação de vocês me ajuda muito!

Especialidade de Handebol.



1. Conhecer o regulamento atualizado da Federação Internacional de Handebol (IHF) e relacionar as 18 regras principais do Handebol.

O campo deve medir 20 metros por 40 metros.
Existem sete jogadores em cada equipe, seis jogadores na quadra e um goleiro.
Para as mulheres, a bola é de 54 a 56 centímetros e de 325 a 400 gramas.
Para os homens, é de 58 a 60 centímetros e 425 a 475 gramas.
Existem dois árbitros, um árbitro de campo e um árbitro de linha de meta.
O jogo consiste em duas metades de 30 minutos com um intermediário de 10 minutos.
O tempo extra consiste em 2 períodos de 5 minutos.
É ilegal manter a bola em posse de uma equipe sem fazer uma tentativa reconhecível de atacar e tentar marcar.
A equipe que vencer o sorteio começa o jogo em posse da bola.
Pode marcar um gol de qualquer lançamento.
Não é permitido bater ou puxar o adversário ou bater a bola fora das mãos do adversário.
Não é permitido entrar em contato com a bola abaixo do joelho.
Não é permitido rastejar no chão para pegar uma bola rolando ou estacionária.
Algum tipo de agressão é cobrado a 7 metros.
O uso de braços esticados ou pernas para obstruir, empurrar, segurar, atirar ou bater não é permitido.
Uma reposição é concedida quando a bola sai de campo na linha lateral.
Quando há uma falta ou violação menor, um tiro livre é concedido ao adversário.
O tiro de 7 metros é concedido quando o goleiro leva a bola de volta para sua própria área de meta.

2. O que significa a expressão "fair play"?

R: Fair Play significa jogo justo, jogar limpo, ter espírito esportivo, em português. Fair Play é uma expressão do inglês que significa modo leal de agir.

3. Definir os seguintes termos:

a) Arremesso com apoio.
R: Significa que um dos pés do arremessador ou ambos esteja (m) em contato com o solo.

b) Arremesso em suspensão.
R: Significa que no momento do arremesso não há apoio de nenhum tipo do arremessador com o solo.

c) Arremesso com queda.
R: Significa que após a bola ter deixado a mão do arremessador, o mesmo realiza uma queda, normalmente a mesma se dá dentro da área adversária e de frente – arremesso bastante comum entre os pivôs e eventualmente entre os pontas.

d) Arremesso com rolamento.
R: Significa que após a bola ter deixado a mão do arremessador, o mesmo realiza um rolamento, na maioria das vezes um rolamento de ombro. Este tipo de arremesso é mais comum entre os pontas e eventualmente por pivôs.

e) Passes acima do ombro.
R: Podem ser realizados em função da trajetória da bola para frente ou oblíquo, sendo que ambos podem ser: retificado ou bombeado.

f) Passes em pronação.
R: Lateral e para trás.

g) Passes por trás da cabeça.
R: Lateral e diagonal.

h) Passes por trás do corpo.
R: Lateral e diagonal.

i) Passe para trás.
R: Na altura da cabeça com extensão do pulso.

j) Passe quicado.
R: Quando passa a bola e ela quica no chão.

k) Vaselina.
R: Gol de cobertura do goleiro.

l) Rosqueta.
R: Efeito dado à bola.

m) Bloquear.
R: Utilização do corpo para impedir o deslocamento do adversário.

n) Condução.
R: Movimento ilegal de carregar a bola, segurando-a por três segundos ou caminhando três passos sem batê-la no chão.

o) Contra-ataque.
R: Uma resposta imediata contra o ataque do adversário, com outro ataque, sem possibilidades de uma organização defensiva prévia.

p) Cruzamento.
R: Quando uma pessoa pega a bola e joga pro meio da área para que alguma de suas companheiras pegue para fazer o gol.

q) Engajamento.
R: É quando uma jogadora lança a bola no rumo do gol e a goleira encacha, sem deixar a bola cair.

r) Flutuação.
R: Nesse termo por exemplo, a jogadora que é ala pode flutuar que significa que ela mudou de posição para pivô. Ou seja ela ou ele.

s) Infiltração.
R: Movimento ofensivo no qual o jogador entra pela defesa adversária em uma jogada criada por ele ou por seus companheiros de equipe.

t) Rebote.
R: Ato de pegar a bola que não está de posse de nenhum jogador.

u) Marcação por zona.
R: Cada um dos jogadores da defesa é incumbido de defender determinada área da quadra.

v) Marcação mista.
R: É aquela que se utiliza da individual e por zona, no mesmo jogo.

w) Interceptação.
R: É aquela onde o jogador de defesa fica posicionado exatamente entre o atacante adversário que está com a posse de bola e a trajetória da bola em direção a outro jogador adversário.

x) Marcação individual.
R: Cada um dos jogadores da defesa é incumbido de marcar determinado jogador adversário.

y) Oito.
R: É uma regra do Handebol.

z) Ponte aérea.
R: O jogador que está de posse da bola salta como fosse para um arremesso e toca a bola para um jogador de seu time que saltou simultaneamente a ele e este recebe-a no ar e sem tocar o chão arremessa para o gol.

aa) Desqualificação.
R: Está fora do jogo.

bb) Dois minutos.
R: Punição que obriga o jogador a permanecer fora da partida durante dois minutos, depois dos quais pode retornar ao jogo com permissão da mesa de arbitragem. Durante este período, o time fica com um jogador a menos. A punição é geralmente aplicada a faltas desnecessárias e substituições incorretas.

cc) Exclusão.
R: Recurso extremo da arbitragem, utilizado em casos de agressão física e verbal ou em lances violentos. O jogador que sofrer exclusão não pode voltar à quadra e nem se sentar no banco de  reservas, e seu time permanece até o fim da partida com um jogador a menos.

dd) Linha de quatro metros.
R: Limita a atuação do goleiro durante cobranças de tiros de 7 metros.

ee) Linha dos 6 metros.
R: Determina a área do goleiro

ff) Linha dos 7 metros.
R: Orienta a posição de um tiro de 7 metros.

gg)  Tiro de sete metros.
R: Espécie de "pênalti", ocorre após a execução de uma falta grave sobre o adversário, em oportunidade clara de gol. No momento da cobrança, os jogadores de defesa e ataque deverão permanecer atrás da linha de nove metros. O jogador que for cobrar deverá manter um pé fixo perante a linha de sete metros, não podendo invadi-la ou mover este pé.

hh) Tiro livre.
R: É ordenado nos casos de entrada ou saída irregular de um jogador; mau comportamento; faltas cometidas pelos jogadores na área de gol; lançamento intencional da bola para sua área de gol; faltas do goleiro; execução ou conduta irregular nos lances de lateral, escanteio, tiros de meta e de sete metros; e atitude antidesportiva.

4. Demonstrar e compreender as diferentes habilidades exigidas nas diferentes posições ofensivas e defensivas do handebol.

Item prático.

5. Demonstrar habilidade razoável nas seguintes áreas:



Item prático.

a) Empunhadura.
b) Recepção.
c) Passe.
d) Arremesso.
e) Drible.
f) Ritmo trifásico.
g) Duplo ritmo trifásico.
h) Progressão.
i) Finta.

6. Passar pelo menos 4 horas ajudando uma pessoa menos habilidosa ou mais jovem a melhorar suas habilidades no Handebol.

Item prático.

7. Jogar ao menos 5 partidas de handebol com a família ou amigos. Mostrar "fair play" durante seus treinos e jogos.

Item prático.

8. Escrever um relatório de uma página sobre um famoso jogador de handebol. Discutir porque ele é ou não é um bom modelo Cristão.

Fernanda França da Silva
Fernanda França da Silva (São Bernardo do Campo, 25 de setembro de 1989) é uma jogadora brasileira de handebol que joga como ponta esquerda. Atualmente defende o Hypo Niederösterreich.
Integrou a delegação nacional que disputou os Jogos Pan-Americanos de 2011, em Guadalajara, no México, Fernanda conquistou a medalha de ouro e vaga nos Jogos Olímpicos de 2012. Foi campeã mundial com a seleção em 2013 na Sérvia.

Clubes.
Começou a jogar handebol aos 15 anos no Metodista/São Bernado. Em fevereiro de 2010, foi contratada pelo clube espanhol Parc Sagunto. No time espanhol, Fernanda disputou o campeonato nacional da primeira divisão e um torneio europeu, a Copa EHF. Em 2011 acertou com o Hypo Niederösterreich da Áustria, junto com mais sete brasileiras entre elas as companheiras de seleção Alexandra, Dani Piedade, Fran, Babi e Ana Paula.[4] Fernanda ganhou em duas temporada o campeonato austríaco e a Copa OHB da Áustria. Na temporada 2012/13 o time foi eliminado na primeira fase da Liga dos Campeões de Handebol Feminino - EHF, mas se classificou para a Recopa da Europa. O Hypo chegou à final e venceu a última partida contra o clube francês Paris Issy. Nos dois jogos, a brasileira marcou um total de dez gols. Em 2013 foi eleita a melhor ponta esquerda do campeonato nacional. Em 2014 acertou sua ida ao CSM Bucuresti da Romênia.

Seleção.
Sua primeira convocação foi para a seleção brasileira juvenil e posteriormente foi incluída na seleção principal. Com a seleção brasileira, ela foi vice-campeã do Campeonato Pan americano de 2009 no Chile. Consagrou-se campeã do mesmo torneio em 2011 no Brasil e 2013 na República Dominicana, sendo a artilheira da competição, com 55 gols marcados. Esteve com a seleção nos Jogos Pan-Americanos de 2011 em Guadalajara. Lá ganhou a medalha de ouro e contribuiu marcando cinco gols na final contra a Argentina. Ficou em sexto lugar nas Olimpíadas de Londres em 2012. No ano de 2013, foi campeã da Provident Cup na Hungria e campeã do Sul-Americano na Argentina, garantindo uma vaga para o mundial. Fernanda disputou Campeonato Mundial em 2009, 2011 e 2013. No Campeonato Mundial de 2013 na Sérvia, ela comemorou a conquista invicta do seu primeiro título mundial, marcando quatro gols na decisão contra as donas da casa. Em 2014 foi campeã dos Jogos Sul-Americanos no Chile.

Títulos.
Hypo Niederösterreich
Bicampeã da Liga Nacional: 2012 e 2013
Bicampeã da Copa da Áustria: 2012 e 2013
Campeã da Recopa da Europa: 2012/13
Seleção Brasileira
Campeã Mundial: 2013
Bicampeã do Campeonato Pan-Americano: 2011 e 2013
Campeã do Jogos Pan-Americanos: 2011
Campeã dos Jogos Sul-Americanos: 2014
Campeã Sul-Americana: 2013
Campeã da Provident Cup: 2013
Bicampeã Pan-Americana Juvenil

Ela não pode ser considerada um bom modelo cristão pelo simples fato de que ela não é uma cristã, não dá para ser um modelo de algo se você não pratica esse algo.




9. Discutir com seu líder, pastor ou instrutor os problemas enfrentados pela juventude Adventista do Sétimo Dia no ensino fundamental, ensino médio e faculdade. Que alternativas existem para permitir uma atividade esportiva contínua?

R: Muitas vezes por sermos adventistas somos motivos de chacota e/ou exclusão em atividades em grupos ou jogos extra horário de aula. Principalmente por essas atividades serem muitas vezes marcadas para o sábado. A alternativa é conversar com a sala, explicar a nossa religião e pedir para mudar o dia de jogo. Caso não dê certo, pode-se montar um time com o pessoal da igreja e ir jogar.

10. Desenhar em escala uma quadra de handebol com seus limites adequadamente definidos. Informar as dimensões da trave.

Especialidade enviada pela desbravadora Thayres, obrigada! 

Qualquer dúvida, deixem nos comentários.

Se inscreva no canal e fique por dentro de todo conteúdo!


Baixe a Especialidade.
Clique aqui e baixe a especialidade SEM RESPOSTAS.
Clique aqui e baixe a especialidade COM RESPOSTAS.

Lembre de adicionar suas respostas ao relatório, fiz ele no word para que você pudesse editar do seu jeitinho. Qualquer dúvida, me procurem!

Nenhum comentário:

Deixe um comentário. ♡